Caraúbas-PB, quarta-feira, 28 de junho de 2017. Amigos online 37

domingo, 5 de março de 2017
BOTULISMO PODE SER A PRINCIPAL CAUSA MORTE DE BOVINOS EM CARAÚBAS

BOTULISMO PODE SER A PRINCIPAL CAUSA MORTE DE BOVINOS EM CARAÚBAS

BOTULISMO PODE SER A PRINCIPAL CAUSA MORTE DE BOVINOS EM CARAÚBAS 

A secretaria da Agricultura e Abastecimento realizou na manhã da última sexta-feira, dia 3, uma palestra sobre um dos principais problemas para os criadores do gado o Botulismo Bovino, uma doença causada por uma bactéria chamada Clostridium botulinum.
De acordo com o palestrante, médico veterinário Elias Carvalho, muitos têm a ideia errada de que se trata de uma infecção, mas na verdade é uma intoxicação. Após a ingestão da bactéria, o animal passará por um processo que resultará em paralisia motora progressiva. O grande problema é que a bactéria que causa o Botulismo Bovino está presente na água, solo e também na matéria orgânica, seja animal ou vegetal.
Quando se observa o perfil dos animais que são infectados com essa doença, percebe-se que, em grande parte dos casos, eles são criados de forma extensiva e vivem em ambientes com pouco fósforo nas pastagens. Devido à falta de fósforo, os animais passam a ter um comportamento próprio de osteofagia, comer o que aparece pela frente, inclusive carcaças.
A iniciativa de realizar essa palestra se deu pela necessidade de alguns criadores que tiveram problemas de morte em seu rebanho bovino nos últimos dias. Preocupado com a situação o Dr. Elias Carvalho se prontificou a esclarecer os criadores sobre a doença. A reunião/palestra aconteceu na sede do Centro de Apoio ao Agricultor e contou com a presença de criadores do município.
Ainda de acordo com o médico veterinário, Dr. Elias Carvalho, entre os principais sintomas que essa doença produz, podemos citar anorexia, falta de coordenação e ataxia.
Porém, o sintoma que realmente chama a atenção é o que vem logo em seguida, devido a paralisia muscular, que começa nos membros posteriores, e apesar de muitos animais ainda conseguirem caminhar, a atividade passa a ser realmente difícil, comentou Elias Carvalho.

Fonte: SEPLACOM
Foto: Moises SAA

Leituras: 119